“O Amor”, o sabor amargo da desilusão





O Amor – uma palavra tão pequena mas que fazem muitos estragos.

O Amor é um sentimento que chega de mansinho, mostrando seu lado mais deslumbrante e sublime que nos deixa vulneráveis, o romantismo se aflora, o desejo carnal parece infinito mas por trás desses sentimentos tão profundo pelo qual derramamos lágrimas de felicidade e nos entregamos profundamente, o amor  na verdade se esconde atrás de uma máscara deslumbrante que não demora a cair mostrando a sua verdadeira face e o  sabor amargo da desilusão que derramam lágrimas com profunda tristeza.

Assim como a Paixão que é um sentimento passageiro que nos cega e nos fazem ter atitudes impensadas,  o Amor  é um sentimento que toma nossos corações sem pedir licença,  Amor …um sentimento persistente e difícil de vencê-lo, ao mesmo tempo que sentimos felicidade, ele também nos faz sofrer e perder nossos valores, nos fazendo perdoar traições que na verdade já se tornaram uma ferida incurável nos fazendo esquecer de nós e de nosso amor próprio.

O Amor … sentimento que vem de mansinho camuflado em lençóis de cetim e de belas palavras se aproveitando  de nossa carência e se aprofundando cada vez mais em nossos profundos sentimentos e que nos leva  a um labirinto sem volta, e quando conseguimos encontrar a saída poderá  ser tarde demais, o tempo passou, suas conquistas, seus sonhos, seus valores ficaram para trás, assim que encontrarmos a saída então está na hora de recolher os cacos e tentar reconstruir e recuperar o tempo perdido mas sempre tomando cuidado, pois amores vão e vem, assim como tudo passa o amor deixa sequelas então temos que vencer o amor pelo cansado, na realidade nunca acertaremos o caminho mas podemos sempre achar a saída sem deixar  que o  sentimento Amor nos guie  pois tudo que parece perfeito na realidade nada é como parece ser.

O amor sempre nos levará para o seu labirinto oculto, o que parece certo e fácil na realidade não é,  e só o amor  tem as respostas e essas perguntas só serão respondidas através do tempo, o amor se perde no tempo mas sempre nos faz lembrar que um dia ele sempre esteve lá, nos faz sempre lembrar  da sua ferroada doce  que com o tempo  se amargou,  mas a vida é movida pelo amor, fugir será impossível, mas podemos conviver com amor sem deixar que ele nos domine já que o amor é um mal necessário e temos que conviver com esse inimigo oculto em nosso dia a  dia e em nossas vidas , então vamos  conviver de  um modo em que ele não de as cartas , nós que temos que ter a rédeas de nossas vidas e sentimentos e deixar que o amor seja apenas um coadjuvante.


Deixe o amor entrar em sua vida porém sem deixar ele te levar ao labirinto pelo qual ele tanto deseja, pois o único amor que nunca te trai é o seu amor próprio.

by__ VGitana 
 © Todos os Direitos Reservados
Respeite os Direitos Autorais 


Obrigada pela Visita ღ∞

Obrigada pela Visita ღ∞